Teleimagem
Abri menu Abri menu
Sem categoria

Caso Clínico Cardiologia

14 de maio de 2024
  • Paciente do sexo feminino, 70 anos, com histórico de ataque isquêmico transitório há duas semanas, em investigação.
  • Exceto por quadros de hipertensão e dislipidemia tratados, a paciente não apresentava outras doenças crônicas.
  • Paciente encaminhada à angiotomografia de coronárias para pesquisa de doença arterial coronariana obstrutiva.

Angiotomografia de Coronários

  • Artérias coronárias apresentando mínima aterosclerose, sem obstruções significativas (figura 1).
  • Observou-se neste exame massa em topografia de átrio esquerdo, aderida ao septo interatrial, medindo 3,5 x 2,5 cm em suas maiores dimensões (figura 2, setas). A massa apresenta conteúdo heterogêneo,
    com áreas hiperdensas na primeira passagem do contraste, bem como nas imagens tardias após 1 e 7min (figura 3). Tais características apontam para a hipótese de mixoma atrial esquerdo.

Figura 2

Figura 3

Discussão do caso

Embora a pesquisa de massas cardíacas encontre na Ressonância Magnética Cardíaca a melhor opção de caracterização anatômica e tecidual, por vezes tal diagnóstico é realizado durante investigação de doença arterial coronariana pela angiotomografia de artérias coronárias.

Devido à sua ótima resolução espacial, a tomografia permite uma excelente definição morfológica das massas intracardíacas, bem como sua relação com as estruturas vizinhas.

Tendo em vista que a tomografia computadorizada do coração/artérias coronárias não encontra indicação formal para avaliação de massas cardíacas pelas atuais diretrizes1, este diagnóstico é habitualmente relatado como achado de exame, quando o paciente é encaminhado à angiotomografia das artérias coronárias para investigação de DAC obstrutiva.

Raras vezes, a tomografia pode ser solicitada com a finalidade de fornecer informações complementares a métodos bem estabelecidos para a investigação de massas intracardíacas (ecocardiograma e ressonância magnética do coração), sobretudo quando ainda restam dúvidas quanto à sua definição anatômica e relação com outras
estruturas.

  1. Sara L, Szarf G, Tachibana A, Shiozaki AA, Villa AV, Oliveira AC et al. Sociedade Brasileira de Cardiologia. II Diretriz de Ressonância Magnética e Tomografia Computadorizada Cardiovascular da Sociedade Brasileira de Cardiologia e do Colégio Brasileiro de Radiologia. Arq Bras Cardiol 2014; 103(6Supl.3): 1-86.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

0 Comentários

Teleimagem, os melhores e mais precisos laudos a distância

Orçamento
Inscreva-se na nossa newsletter
Newsletter

Inscreva-se na nossa newsletter

Fique por dentro das novidades, receba dicas para melhorar os resultados de sua clínica e muito mais!