Como o diagnóstico preciso pode ajudar no tratamento do paciente

O diagnóstico preciso é fundamental para que os médicos possam identificar corretamente os elementos que estão afetando a saúde de seus pacientes.
Consequentemente, é possível estabelecer a melhor  conduta para restabelecê-la.
É imprescindível discernir, com clareza, a natureza dos problemas de saúde.
Afinal, os métodos e as estratégias de tratamento não são os mesmos para doenças (é preciso conhecer as causas que levam à debilitação do indivíduo), síndromes (sintomas e sinais sem causas definidas) ou alterações (desvios dos padrões considerados normais de saúde e bem-estar).
Pensando nisso, apresentaremos, ao longo deste artigo, a importância de um laudo objetivo e preciso.
Vamos abordar, ainda, como os avanços tecnológicos colaboram com o trabalho médico.
Boa leitura!

Qual a importância de um diagnóstico preciso?

Ao investigarem as causas que levaram um paciente a determinado estado de saúde, os médicos precisam chegar a uma conclusão.
Isso significa o esgotamento de um conjunto de etapas, sobre as quais você vai saber mais a seguir.

As etapas do processo diagnóstico

Os processos diagnósticos podem ser divididos em 4 diferentes etapas (ou passos):

  • história clínica:- nessa fase, o médico interroga o paciente, a fim de conhecer o que ele sente (que é subjetivo) e, assim, receber uma descrição de sintomas — “minha barriga está doendo”, por exemplo;
  • exame físico:- o profissional examina o paciente. O exame físico é objetivo e as primeiras impressões podem ser consideradas indícios (quando a pessoa reclama de dor ao ser apalpada na barriga, por exemplo);
  • exames laboratoriais:- referem-se à identificação de inúmeras substâncias que se encontram em diferentes pontos, como sangue, urina, trato digestivo, suor etc.;
  • exames complementares, como o eletrocardiograma (ECG), e mais modernos, como os de imagem:- trata-se de procedimentos que recriam imagens reais de partes do corpo do paciente (radiografia de tórax, tomografia computadorizada, ressonância magnética, entre outros).

Para assegurar a escolha do melhor tratamento ao paciente, todas as etapas acima devem ser cumpridas.
De modo geral, a história clínica e os exames físicos contribuem para a formulação de hipóteses, mas raramente são condições suficientes para estabelecer um diagnóstico preciso.
Com base nas duas primeiras fases, exames seletivos são solicitados.
Há testes de rotina muito úteis para detectar precocemente transtornos comuns, como anemia e diabetes: hemograma, glicemia de jejum e exame de creatinina (no caso de distúrbios renais) são alguns deles.
Prosseguir com testes laboratoriais ou de imagem sem questionar e examinar o paciente resulta em diagnósticos imprecisos ou incorretos.
Isso compromete a plena recuperação da pessoa e acarreta um desnecessário aumento de custos.

A precisão dos exames

Os exames modernos, cada vez mais precisos, atuam como ponto de partida para um atendimento médico eficiente.
À medida que os médicos frequentemente se encontram diante da necessidade de tomar decisões cruciais, a precisão dos exames modernos é uma forte aliada na nobre tarefa de oferecer o melhor tratamento a seus pacientes.

Como os exames modernos ajudam no diagnóstico?

O desenvolvimento das novas tecnologias levou a mudanças surpreendentes na Medicina.
Tal progresso nos permitiu conhecer uma infinidade de processos que expõem as causas de inúmeras doenças, os eventos que ocorrem no organismo humano e as consequências de se relacionar com o ambiente.
Isso gerou um ambiente propício à disseminação de métodos e técnicas revolucionárias para detectar, com altos níveis de precisão, o estado dos órgãos internos, as alterações em seu funcionamento e os fatores de risco associados.
Atualmente, as Ciências da Saúde e a Medicina, em particular, estão entre os mais avançados campos do conhecimento humano.
Mas a inovação tecnológica não se resume aos descobrimentos científicos, pois suas prioridades são a manutenção e a restauração da saúde — fatos atestados pela crescente evolução e acuidade dos exames.
Solicite um orcamento Teleimagem

De que maneira os resultados obtidos auxiliam na escolha do melhor tratamento?

Garantir que os pacientes recebam sempre o melhor tratamento possível é algo alcançado somente a partir de uma perspectiva holística.
Isso passa, necessariamente, pela compreensão de que a promoção da saúde humana envolve a articulação de inúmeros aspectos (médicos, sociais, financeiros, organizacionais, políticos etc.).
A contínua evolução da precisão dos exames gera benefícios para os tratamentos que se baseiam sobretudo na confiabilidade de seus resultados.
Por outro lado, esse progresso se realizou na esteira de profundas transformações tecnológicas no setor e no desencadeamento de um contexto no qual passou a ser possível:

  • aumentar o tempo disponível para pacientes, levando a uma substancial melhora nos serviços de atendimento e assistência;
  • obter informações relevantes em poucos segundos e a partir de qualquer lugar;
  • incrementar a coleta e facilitar a interpretação de dados;
  • tomar decisões mais acertadas e rápidas;
  • cruzar grandes quantidades de referências com outras aplicações, como bancos de dados médicos.

Embora o pleno acesso a tais tecnologias seja imprescindível, é ainda mais importante que todos os profissionais da saúde recebam a capacitação adequada para empregá-las adequadamente.
Além disso, o impulso dado à investigação de novos métodos para o correto diagnóstico deve levar em consideração as necessidades de cada especialidade.
Usar a tecnologia para identificar enfermidades e tratar pacientes é uma grande mudança para a sociedade. Assim, o atraso nos diagnósticos é evitado, ao passo que o médico obtém os insumos necessários para realizar seu trabalho.
Um excelente exemplo pode ser encontrado nos exames de imagem: trata-se de instrumentos com capacidade de auxiliar na obtenção de diagnósticos precoces.

Imaginologia médica e diagnósticos precoces

Nos dias atuais, grande parte da atenção está voltada ao uso dos exames de imagem para detectar a presença de doenças.
Soluções modernas, como a tomografia computadorizada, a ressonância magnética e a aquisição de imagens moleculares, permitem a identificação de enfermidades e anomalias em seus estágios iniciais.
Embora esses testes altamente sensíveis auxiliem no diagnóstico de doenças (a exemplo do câncer) em estágios nos quais são mais facilmente tratáveis, a atuação do médico é e sempre será indispensável.
Os exames são capazes de detectar pequenos tumores que nunca virão a apresentar qualquer ameaça à vida do paciente.
Esse fenômeno, denominado sobrediagnóstico, pode colocar as pessoas em risco de biópsias, cirurgias e outros tratamentos desnecessários.
Tanto na situação acima quanto em inúmeras outras, a intervenção do médico é absolutamente crucial para a obtenção de um diagnóstico preciso.
Como vimos, a evolução tecnológica tem sido fundamental para identificar corretamente os quadros dos pacientes e facilitar a rotina médica, mas a atuação do profissional de saúde mostra-se bastante necessária.
Gostou de saber mais sobre a importância de um diagnóstico preciso? Então baixe grátis o e-book 5 novidades da Medicina para aperfeiçoar sua clínica!


Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Conteúdo do texto

Artigos

Outros Artigos