Você já ouviu falar em radiologia digital? Entenda a importância!

Uma das áreas da medicina mais beneficiadas pelos avanços tecnológicos é a radiologia. Desde as primeiras descobertas no setor, houve maior facilidade no diagnóstico de patologias e estabelecimento das melhores condutas para cada caso. Isso é a Radiologia Digital.

O cenário dos exames de imagem retrata constante evolução e aprimoramento. Esse recurso engloba a radiologia convencional, a computadorizada e, mais recentemente, a digital, sendo esta a inovação com melhor desempenho prático.

Diante disso, abordaremos neste post acerca da radiologia digital, esclarecendo no que ela consiste, quais as suas diferenças quando comparada com os outros tipos e as suas principais vantagens no dia a dia médico. Confira!

O que é a radiologia digital?

O grande marco para início da radiologia foi em 1895, com a descoberta dos raios-X pelo físico alemão Wilhelm Conrad Röntgen. Inicialmente, essa inovação foi muito aplicada no cenário de guerras, quando os médicos precisavam da melhor compreensão sobre a traumatologia sofrida pelos saldados.

Com o avanço da tecnologia, os exames de imagem também apresentaram desenvolvimento em seu desempenho. A radiologia deixou de ser aplicada apenas com seus fundamentos convencionais e ganhou espaço no âmbito eletrônico.

No Brasil, a radiologia digital começou ser implementada no início do século XXI. Nesse sentido, os sistemas computacionais ganharam espaço na área, proporcionando imagens de alta definição e melhor qualidade, fatores que favorecem o diagnóstico correto.

Assim como na convencional, os registros também são obtidos por aparelhos de raios-X. Mas, nesse caso, possuem uma placa de circuitos sensíveis, essa peça capta a imagem e a envia por meio de sinais elétricos diretamente para o computador.

As unidades responsáveis pela reprodução da imagem no software são chamadas de pixels e voxels. Elas permitem uma visualização tridimensional do registro realizado.

Uma vez que o exame já esteja no sistema, é possível que ele seja tratado. Os softwares possuem diferentes funcionalidades que aumentam a qualidade do que é visualizado e adequam isso de acordo com o que for melhor ao intuito dele.

A relação custo-benefício dos equipamentos utilizados para a radiologia digital pode ser, a princípio, uma desvantagem para sua implementação. Entretanto, com as vantagens proporcionadas por eles, logo o investimento passa a levar bons resultados financeiros para a clínica, sendo, portanto, bastante indicada a implantação.

Quais as diferenças entre radiologia convencional, computadorizada e digital?

Como já dito, a radiologia convencional teve início em 1895, com a descoberta dos raios-X. Nesse tipo de exame, é obrigatório o uso de chassis e revelação do filme radiográfico. A computadorizada se difere por utilizar uma placa de fósforo e permitir o arquivamento eletrônico das imagens.

Já a radiologia digital é capaz de gerar um resultado de qualidade superior àquelas previamente obtidas. Além disso, não necessita de chassis, ou seja, os sensores e os leitores enviam sinais para reprodução dos registros no computador.

Complementando, devido à possibilidade do tratamento das imagens por meio de software, é muito menos frequente a necessidade de submeter o paciente à repetição do exame, quando não tenha sido possível obter bons resultados na captura.

Quais são as vantagens da radiologia digital?

Veremos a seguir alguns benefícios que esse método proporciona aos médicos e pacientes. Continue a leitura!

Praticidade e produtividade

Os exames digitais são muito associados à praticidade que levam aos centros de imagem. Sua realização demanda menos tempo que os convencionais, obtendo mais rapidamente os resultados.

Diante disso, o diagnóstico e a melhor conduta são estabelecidos em tempo hábil, permitindo o início do tratamento antes que a condição clínica do paciente piore, assim evitando um óbito.

Eliminação dos custos e agilidade

Como vimos anteriormente, a radiologia digital não necessita de chassis para sua implementação. Isso reduz os custos com materiais e até mesmo substâncias químicas previamente utilizadas para realização de exames convencionais e computadorizados.

Além disso, os equipamentos são de uso prático e intuitivo, não causando ao médico maiores dificuldades para manuseio deles.

Diagnóstico seguro

Devido à alta qualidade das imagens efetuadas digitalmente, o especialista é menos condicionado ao erro no momento do laudo. A melhor interpretação é decorrente da nitidez, dos detalhes, do contraste e da diferenciação de densidades.

Menos invasivo

Além de proporcionar ao paciente o diagnóstico e o tratamento correto, a realização dos exames digitais englobam meios muito menos invasivos às pessoas submetidas à avaliação. Reiteramos que diminui também a necessidade de repetições, visto que a qualidade das imagens é assegurada.

Sem danos ao meio ambiente

Como já informado, os exames digitais não necessitam de chassis e substâncias químicas para realização. O meio ambiente é um dos grandes beneficiados por isso, pois a composição desses elementos envolve metais nobres.

Assim, a digitalização representa um recurso mais ecológico, sem descarte em aterros sanitários e, consequentemente, sem oferecer prejuízos ao solo e aos lençóis freáticos.

Como a radiologia digital se vincula com os laudos a distância?

O chamado PACS (Picture Archiving and Communication System) representa, como o próprio nome já diz, um sistema de comunicação e arquivamento de imagens.

Esse recurso reúne softwares altamente tecnológicos capazes de auxiliar na gestão delas. Dessa forma, eles aumentam a produtividade de centros de diagnósticos, permitindo o compartilhamento de exames e de laudos a distância. Isso ocorre devido ao processamento das imagens, as quais podem ser modificadas, transmitidas e impressas eletronicamente.

O principal aspecto beneficiado por isso é a acessibilidade. Como é permitido o acesso aos exames de qualquer lugar e a qualquer momento, há grande integração entre diferentes médicos e consultórios, possibilitando a troca de conhecimentos e informações entre os profissionais envolvidos.

Além disso, ressaltamos também a manutenção do histórico do paciente, sendo armazenados os resultados de exames prévios e toda a conduta envolvida em cada situação clínica.

Vimos com este artigo uma das formas como a área da saúde foi beneficiada pelos avanços tecnológicos. Procuramos elucidar os principais aspectos da radiologia digital, fazendo um paralelo com os outros tipos de exames de imagem e quais as maiores vantagens dessa inovação cada vez mais presente nos centros de diagnósticos.

Gostou do conteúdo? Então assine agora mesmo a nossa newsletter e não perca nenhuma postagem sobre radiologia e exames de imagem!

Assuntos que podem te interessar